O que mudou na nova regra das malas em voos para os EUA

As companhias aéreas anunciaram novas condições de despacho de bagagem após entrar em vigor uma nova regra da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que prevê a cobrança de malas extras. No início da medida, em junho de 2017, o maior impacto foi sentido em voos nacionais, mas agora a maioria dos voos internacionais também sofre mudanças.

Matéria atualizada em fevereiro de 2018.

Se você planeja viajar para os Estados Unidos, veja as principais alterações na política de bagagem despachada das empresas que fazem voos do Brasil para Miami e outras cidades americanas.

+ As melhores regiões pra ficar em Miami

LATAM

Antes, era permitido despachar duas malas de 32 Kg sem custo adicional na classe econômica dos voos para os EUA com a Latam. Agora, com a nova regra, você pode despachar duas malas de 23 kg gratuitamente e três na classe executiva.

Mas se você comprou a sua passagem antes do dia 18 de maio de 2017, vale a regra anterior. Ou seja, seu limite será de até duas malas de 32 kg cada na cabine econômica.

+ Voos Latam

Com a mudança, se o peso da mala gratuita ultrapassar os 23 kg, você deverá pagar $100 pelo excesso. E se quiser levar uma mala extra de 23 kg, o valor é de $150.

O limite para bagagem de mão é de 1 volume de 10 kg.

Veja aqui mais detalhes da política de bagagem da Latam!


AZUL

A Azul, que opera voos diários de Campinas (Viracopos) para Fort Lauderdale, cidade a 45 minutos de Miami, é outra companhia que está com regras novas. O peso das duas malas gratuitas para os Estados Unidos também baixou para 23 kg.

A media vale para passagens compradas a partir do dia 1 de junho. Quem comprou antes desta data, não será afetado.

E, agora, de acordo com as novas regras da empresa, o passageiro pode levar até 3 bagagens extras mediante ao pagamento de uma taxa. Esta taxa tem desconto de até 50% se for paga pelo site ou call center até 8 horas antes do voo.

Veja os valores de bagagem extra da Azul para Estados Unidos:

1 bagagem extra: via site e call center US$ 99,00

2 bagagens extras: via site US$ 169,00 e via call center US$ 189,00

3 bagagens extras: via site US$ 229,00 e via call center US$ 249,00

Excesso de peso das malas gratuitas: U$ 100

Veja aqui mais detalhes da política de bagagem da Azul!


AVIANCA

A Avianca começou a operar voos diretos para Miami neste ano. A companhia iniciou alterou a política de bagagem em setembro. De acordo com informações do seu site oficial, são permitidas agora duas malas de 23 kg na classe econômica e três na classe executiva em voos para os EUA.

Veja aqui mais detalhes da política de bagagem da Avianca!

+ Voos Avianca

COMPANHIAS INTERNACIONAIS

No início, as companhias americanas não haviam mudado a regra de bagagens, mas agora a maioria também alterou a política reduzindo o peso das duas malas gratuitas na classe econômica.

De acordo com as informações divulgadas nos sites das companhias American Airlines, Delta United, o peso das duas malas de voos do Brasil para os EUA passa a ser de 23kg em classe econômica.

No site da American Airlines, que foi a última companhia a anunciar a mudança, consta que apenas passageiros que compraram os bilhetes antes de 1 de fevereiro de 2018 poderão utilizar a regra anterior despachando duas malas de 32Kg de forma gratuita. Veja aqui!

Clique no nome da companhia para ver valores de excesso de bagagem e outros detalhes!

Exceção

A única companhia que, por enquanto, não alterou a política de bagagem mantendo as duas malas de 32kg de voos do Brasil para os Estados Unidos e vice-versa foi a Copa Airlines. Não há informações sobre possíveis mudanças para o futuro.

malas em voos para os EUA

Já arrumou suas malas?

+ Já fez o seu Seguro Viagem?
+ Chip para usar internet nos EUA
+ Guia do aluguel de carro em Miami
+ Já segue o Enjoy Miami no Instagram?

Banner 300x250

Comentários

Comentários

3 comentários em “O que mudou na nova regra das malas em voos para os EUA

  • 04/10/2017 em 2:54 pm
    Permalink

    O principal custo das empresas aéreas é o combustível. O principal fator de consumo de combustível é o peso. Permitir duas malas de 32kg significa que a empresa aérea precisa considerar um custo médio por passageiro mais alto – quando o custo aumenta – o passageiro paga mais. Simples assim. Bagagens de 23kg são o padrão em todo o mundo. Adotar o limite de 23kg em todos os voos seria benéfico para a grande maioria dos viajantes…. inclusive para os que precisam trazer / levar 32kg devido a queda no preço das passagens. Pense a respeito :).

    Resposta
  • 05/06/2017 em 9:25 am
    Permalink

    Fácil, não voa pela Latam nem pela Azul!

    Resposta

Deixe um comentário! Não precisa inserir site.