Há risco de ataque de tubarão em Miami?

Sempre recebo esta pergunta no blog. Por isso, resolvi trazer aqui alguns dados para esclarecer um pouco o assunto, ainda mais depois do incidente na semana passada. Um banhista foi mordido por um tubarão na praia de Halouver Beach, ao norte de Miami Beach.

Por sorte, o homem de 45 anos teve ferimentos na perna e passa bem. Por azar, porém, ele foi vítima de uma probabilidade baixíssima.

Segundo dados da Universidade da Flórida, ataques de tubarão nas águas do condado de Miami são muito raros.

Desde 1882, haviam sido registrados apenas 15 casos na cidade, sendo o último ocorrido há 20 anos. Números pouco significativos se comparados a incidentes em outras regiões litorâneas do Estado e até mesmo do País.

De acordo com um outro estudo publicado no Business Insider, as chances de uma pessoa morrer por um ataque de tubarão nos Estados Unidos é apenas de uma em 8 milhões.

Para completar, em matéria do jornal SunSentinel, pesquisadores sugerem que o ataque da semana passada pode ter ocorrido por causa da brusca movimentação dos jet skis de salva-vidas que alertavam os banhistas ao perceberem a existência do tubarão no local.


Pensando nestes dados, faz sentido sentirmos medo destes animais?

Em teoria não, mas na prática sabemos que é diferente. Aprendemos a ter medo de tubarão desde pequenos e quando acontece um incidente na praia perto de você ou no destino das suas férias, o pavor aumenta.

Por isso, saiba que a probabilidade de um ataque ocorrer em Miami é muito pequena. De qualquer modo, como ela pode existir, assim como em outras praias em regiões turísticas do mundo, saiba como evitar possíveis incidentes com os avisos de segurança do The International Shark Attack File:

– Fique sempre em grupo
– Evite nadar à noite
– Não entre na água com feridas ou sangramentos
– Não use jóias que brilham muito
– Não deixe seus pets no mar
– Tenha mais atenção quando estiver em bancos de areia


100 milhões de tubarões são assassinados por ano  

Temos medo de tubarão, mas são eles que estão sendo assassinados por nós, humanos. O estudo mais completo sobre a caça de tubarões feito em 2013 mostra que 100 milhões destes animais são mortos todos os anos, sendo que 30% de suas espécies estão ameaçadas de extinção. Tudo para atender uma indústria agressiva que comercializa sua carne, óleos e cartilagem.

A questão é que os tubarões são essenciais para a manutenção da vida no planeta, já que são predadores fundamentais para manter o balanço do ecossistema marinho.

Em outras palavras, precisamos que os tubarões continuem comendo os peixes menores para que eles não consumam as plantas aquáticas em excesso. Se o número de presas multiplicar, elas consumirão mais plantas que, por sua vez, deixarão de produzir oxigênio necessário para nossa vida na Terra.

Mergulho com tubarões em alto mar nas Bahamas. Foto: Bimini Scuba Center

Espero ter ajudado a esclarecer algumas dúvidas com o post! E alertar também para deixarmos de alimentar a indústria de caça dos tubarões evitando o consumo de produtos derivados do animal 🙂

+ Conheça o novo Museu de Ciência de Miami

Comentários

Comentários

Deixe um comentário