10 dicas importantes para economizar nos restaurantes dos EUA

Reuni aqui 10 dicas que vão ajudar você a economizar e aproveitar melhor sua experiência gastronômica nos restaurantes dos EUA!

 

Confira!

 

1 – A água é gratuita

Na maioria dos restaurantes dos Estados Unidos, a água é cortesia da casa. Alguns garçons oferecem automaticamente, mas se eles perguntarem é só você pedir “house water” ou “tap water” que eles trarão gratuitamente sem você ter que gastar dólares a mais com isso. A água é, geralmente, filtrada da torneira, o que é comum por aqui. Vale lembrar também que, em muitas vezes, o refrigerante é refil. Neste caso, peça o tamanho menor para pagar menos e não desperdiçar.

Água é cortesia na maioria dos restaurantes!

2 – O Open Table te ajuda com as reservas

Se você quer conhecer um restaurante badalado em um horário nobre, é melhor fazer uma reserva pra garantir sua mesa. Do contrário, você pode perder tempo e dinheiro se deslocando até o local que poderá estar lotado e sem disponibilidade. O melhor jeito de reservar se você está no Brasil ou não fala inglês é pelo site/aplicativo Open Table. Basta você escolher o restaurante, o horário, deixar seu nome e e-mail. Você recebe a confirmação da reserva e, aí, é só chegar no horário marcado.


3 –
Você pode checar os pratos e preços pela internet

Muitos dos restaurantes dos EUA disponibiliza os preços dos pratos e o cardápio no seu próprio site na área sinalizada como Menu. Basta acessar a página do restaurante desejado e conferir! Geralmente, as opções mais luxuosas não disponibilizam os valores online.


4 – Atenção com falsos cognatos no cardápio

Alguns restaurantes usam a palavra “Entrées” para apresentar a lista de pratos principais. Muita gente confunde com as nossas “entradas”. As entradas aqui estarão, geralmente, como “Appetizers” ou “Small Plates”.

Entree significa prato principal.

5 – Atenção com os horários

Tirando os restaurantes mais populares, franquias e de shoppings, os mais tradicionais e badalados costumam oferecer almoço e jantar em horários específicos, mesmo nos fins de semana, como, por exemplo, finalizar o almoço às 15h e iniciar o jantar às 18h. Se você chega neste intervalo de tempo entre o almoço e o jantar, eles te oferecerão o menu do bar. E o que isso significa? Que você vai gastar mais e não vai comer tão bem porque o cardápio do bar é mais restrito com porções menores.

Alguns ainda disponibilizam os tradicionais brunchs com tudo incluso e aí os horários são ainda mais restritos, como por exemplo, das 12h às 14h. Por isso, planeje seu tempo e organize sua reserva!

+ 30 restaurantes em Miami

6 – Não peça mais do que você pode comer

Se você escolher um restaurante tipicamente americano, como a Cheesecake Factory ou o Hard Rock Café, por exemplo, lembre-se que os pratos costumam ser exagerados. Por isso, evite gastos desnecessários e desperdício. Confira se é possível compartilhar.

Pratos do Hard Rock Café sempre enormes!

7 – Saiba como funciona a taxa e a gorjeta nos EUA

Você terá que pagar, além do que consumir, a sales tax (imposto) sobre o valor da conta (cada cidade tem a sua, em Miami é de 7%). E as famosas tips (gorjetas). Na Flórida, os valores sugeridos para as gorjetas são acima de 15% do valor da conta. Não dar tip se você for bem atendido pega mal, mas se você precisa economizar pode dar o valor mínimo sugerido na conta. E, atenção, em alguns restaurantes, principalmente em Miami Beach, a gorjeta já vem inclusa na conta como Service Included ou Auto Service Charge (Veja o exemplo abaixo). Se isto acontecer, não é necessário acrescentar mais tip no espaço branco da conta.


8 – A maquininha de cartão não será levada para a mesa

Ao contrário do que acontece no Brasil, aqui, o garçom não trará a maquininha para pagamento com cartão na mesa. Basta deixar o cartão junto com a conta. O garçom levará o seu cartão junto com ele pra fazer a transação. Se ele precisar da sua senha (acontece com alguns cartões do Brasil) ele irá te chamar. Do contrário, apenas trará o cartão de volta com duas vias, uma do restaurante onde você deve assinar e adicionar a tip (gorjeta) e a sua cópia (customer copy).


9 – Bebida alcoólica pode encarecer bastante a sua conta

Bebida aqui pode encarecer bastante o seu almoço ou jantar. Se você quer economizar, pode escolher um happy hour com promoções de drinques e cerveja ou pode optar por uma taça de vinho (by the glass). Caso você queira sair sem preocupação com o valor da bebida, num almoço, por exemplo, a melhor opção são os restaurantes que oferecem brunchs com bebida alcoólica à vontade inclusa no valor.


10 – Fique atento aos ingredientes

Com uma forte influência latina, não só Miami, mas todo os EUA utilizam bastante o abacate nos seus pratos. É comum encontrar avocado, como eles chamam aqui, em saladas, sanduíches e inclusive nos sushis. No início, achava estranho mas depois me acostumei e hoje adoro. Para não fazer o pedido errado, fique atento a todos os ingredientes do prato e, se tiver dúvidas, não hesite em perguntar para o garçom!

restaurantes nos EUA
Abacate em prato da Cheesecake Factory.

 

Gostou das dicas? Deixe sua experiência ou dúvida nos comentários abaixo 😊


+ A importância do Seguro Viagem para os EUA
+ Chip para usar internet nos EUA
+ 7 dicas para não cair numa furada em Miami
+ Já segue o Enjoy Miami no Instagram?

Comentários

Comentários