Key West – Guia completo para conhecer a ilha!

Key West é a última cidade da Flórida Keys, um conjunto de pequenas ilhas conectadas por uma estreita faixa de terra que começa no sul da Flórida.

A cidade é conhecida por ficar no ponto mais extremo do sul dos Estados Unidos (southernmost point). São 270 Km de distância de Miami e apenas 144 km de Cuba.

Post atualizado em janeiro de 2018. 

Por que conhecer Key West

Key West é uma cidade turística de personalidade. Ela é cheia de história, fatos curiosos (conto mais no final) e tem uma atmosfera meio rústica, meio hippie com uma boa energia de visitantes e moradores do mundo inteiro.

É histórica e descolada!

A cidade também está próxima de áreas de natureza exuberante com recifes de coral (que podem ser visitados mediante contratação de um tour) e parques preservados, como o estadual Fort Zachary Taylor State ParkHá duas horas de barco da cidade, também está o parque nacional conhecido como Dry Tortugas.

Fort Zachary Taylor State Park, a 7 minutos do Centro.

O fato de Key West estar localizada ao final da Flórida Keys também a torna especial. Para chegar até lá, você fará um trajeto peculiar pela Overseas Highway (US1) passando por 42 pontes sob o mar, entre elas a famosa 7 miles bridge, uma das construções mais extraordinárias da Flórida. São 3h e 30m de carro de Miami.

7 Miles Bridge, magnifica ponte que leva à Key West.
Key West depois do Irma 

Estivemos em Key West dois meses após a passagem do Irma. É muito gratificante ver que ela estar inteira e em pleno funcionamento após a ameaça de ser destruída pelo furacão.

+ 12 pousadas e hotéis em Key West

Na verdade, pudemos ver que o grande impacto do Irma foi sentido, infelizmente, pelas ilhas menores da Flórida Keys que ficam um pouco antes de chegar em Key West.

Nos acostamentos, ainda há muito entulho, restos de madeiras das casas, de motorhomes, muitas árvores e até barcos destruídos, mas nada que atrapalhe o fluxo de veículos.

É possível ver também na estrada, áreas inteiras de vegetação devastadas pelo Irma. A paisagem em algumas áreas se assemelha a um incêndio florestal.

Infelizmente, presenciamos ainda algum rastro de destruição durante o trajeto, mas o que traz conforto é saber que todos estão se recuperando. Agora, mais do que nunca, eles precisam do apoio dos turistas para se reerguer!

Entulhos no acostamento da rodovia nas áreas mais afetadas pelo Irma. Key West já está recuperada!

Planejando a viagem para Key West 

Hospedagem
em Key West

Os hotéis de Key West estão basicamente divididos em duas áreas: Os que ficam afastados do Centro, geralmente os de rede conhecidas, como Marriot e Hilton, e as pousadas da região central instaladas em casas de madeiras do século 19.

Uma das pousadas clássicas de Key West.
Nossa experiência

Já ficamos no Fairfield Inn & Suites Key West at The Keys Collection. Apesar de distante do Centro, adoramos o hotel! O quarto é confortável, a piscina ótima e estávamos de carro, o que facilitou. Eles oferecem serviço de transfer mediante taxa de $20 para usar por 24 horas. Veja como reservar seu quarto aqui!

Fairfied Inn Key West at The Key Collections
Fairfied Inn Key West at The Key Collections

Na última vez, ficamos em um muito parecido, o Fairfield Inn & Suites by Marriott Key West. A principal diferença entre os dois é que este é mais caro porque fica um pouco mais próximo do Centro. Veja aqui!

Faifield Inn & Suites by Marriot Key West é outra opção.

Hospedagem mais barata

Um casal de amigos do Brasil optaram por uma pousada com um custo mais baixo em Key West. Apesar de simples, eles aprovaram. É a Frances Street Bottle Inn! Selecionei também no final deste post outras 3 opções de hospedagem barata.

Pousada Frances Street Bottle Inn. Foto: Booking.com
Custos 

Por ter uma alta demanda de visitantes e pouca oferta, a diária na cidade tem um custo salgado.

Uma alternativa é optar por hospedagem mais simples e distante do Centro. Veja 3 opções no final desta lista!

Se estiver de carro, cheque se o seu hotel oferece estacionamento gratuito.

Para economizar ainda mais, visite a ilha em dias de semana e em baixa temporada. Mas, lembre-se, que alguns restaurantes e lojas podem fechar.

No Centro, são diversos os estacionamentos privados.
Quando ir

Key West pode ser visitada o ano inteiro. Dificilmente faz frio na cidade, mas em janeiro e fevereiro pode esfriar. Mesmo assim, dá para aproveitar. O problema é se chover. Aí, não há muito o que fazer.

Já nos meses de alto verão – junho a agosto, o clima é extremamente quente e úmido. Para evitar o calor excessivo, opte por meses com temperaturas mais amenas.

Se você não é da bagunça, evite também ir durante o Spring Break (férias de primavera que geralmente acontecem em semanas de março). A cidade fica cheia de adolescentes querendo curtir a vida adoidado.

Key West depois do Irma
Cartão-Postal na região do Porto.
Como ir
Bate-Volta

É possível fazer um bate-volta de Miami para Key West. Mas como é distante – 3h30m – o passeio pode ser cansativo. Planeje-se para revezar a direção ou contrate um serviço de transfer particular ou ônibus que leve até a cidade. Se tiver com crianças pequenas, não recomendo o bate-volta.

Apesar do bate-volta não proporcionar uma experiência completa, se você quer muito conhecer a ilha e tem só um dia para isso, será um passeio diferente. Planeje-se, pelo menos, para assistir ao pôr do sol da Mallory Square (falo mais abaixo).

Bate-volta é uma opção, mas pode ser cansativo.
Aluguel de carro

Se quiser alugar um carro só para ir à Key West, veja aqui como alugar um veículo premium ou aqui opções de carros compactos.


Trajeto

O Caminho de Miami a Key West é fácil. Basta pegar as rodovias I-95 N via S Miami Ave, depois a Ronald Reagan Turnpike e US-1 S até chegar no destino. Para facilitar, utilize o Waze que não tem erro. Veja aqui como comprar um chip de qualidade para usar internet durante sua viagem! 

A parte mais chata da viagem é o trajeto entre Miami até a primeira ilha – Key Largo (leva cerca de 1h e 30m) – porque você vai passar por uma pista estreita de mão única durante um bom tempo. Mas depois disso, o tempo passa mais rápido porque a paisagem natural ajuda a relaxar!

Foto no meio do caminho em Islamorada em dia lindo de sol!
Paradas no caminho

Uma sugestão de parada no meio do trajeto para ir ao banheiro ou almoçar, é o Robbie’s of Islamorada. É um restaurante rústico de pesca e atividades aquáticas que fica em Islamorada, uma das ilhas da Keys menos atingida pelo Irma. Fica a cerca de duas horas de Miami. O endereço do Robbie’s é 77522 Overseas Hwy, mas basta colocar o nome Robbie’s no waze que ele indica onde você deve entrar.

Robbie’s of Islamorada.

Outro lugar do caminho que costumávamos parar, era na Bahia Honda State Park parque lindo de praia localizado 40 minutos antes de chegar em Key West. Mas, infelizmente, o lugar ainda está em recuperação após o Irma.

Antes, parávamos em Big Pine Key, mas foi uma das ilhas mais atingidas.
Cruzeiros

Você também pode conhecer Key West em um cruzeiro de 4 noites saindo de Miami. São duas opções: Uma com a Royal Caribbean que também vai para as Bahamas e outra com a Carnival, que além de Key West, vai para Cozumel.

Navio da Royal deixando o Porto de Key West.
Transporte na ilha

Se você não estiver ou não quiser ficar de carro pelo Centro, é possível conhecer Key West em cima do transporte mais popular da ilha, a scooter. O aluguel custa em média $50 por dia. Dá também para alugar bike ou até mesmo caminhar por todo o centro – que é razoavelmente pequeno – se o tempo não estiver tão quente.

Scooter para aluguel na Duval Street.

O que fazer em Key West

Passeios

– Old Town: Caminhar pela Old Town (cidade velha) mostra o melhor da história e arquitetura da ilha com casas ao estilo caribenho e inglês em ruas estreitas. Lá, fica também a famosa Mallory Square (dica abaixo).

o que fazer em Key West
Old Town de Key West. Foto: Enjoy Miami

– Pôr do Sol na Mallory Square: Todos os dias acontece o Sunset Celebration na Mallory Square, praça de valor histórico porque foi lá onde os norte-americanos colocaram sua bandeira quando compraram a Flórida da Espanha, em 1822. Dezenas de pessoas se reúnem no local para assistir ao pôr do sol (foto de abertura). É um programa imperdível!

Sunset Celebration: Enjoy Miami
Visitantes a espera do Sunset Celebration, em Key West. Foto: Enjoy Miami
Praça onde os americanos hastearam a bandeira quando compraram a Flórida da Espanha!

– Estátua Unconditional Surrender: Na saída da Mallory Square, virando à sua direita, em frente ao Museu de História de Key West, você encontrará esta estátua gigante (foto). Ela representa uma famosa fotografia de 1945 quando o artista Alfred Eisenstaedt capturou um marinheiro beijando uma enfermeira na Times Square, em NY, no momento em que americanos descobriam a redenção do Japão na Segunda Guerra Mundial (Fonte: Miami Herald).

Famosa estátua em frente ao Museu de História de Key West.

– Key West Historic Seaport: Vale dar uma volta pelas ruas no entorno do porto histórico para ver o movimento e tirar fotos. Fica perto da Mallory Square no endereço: 631 Greene St.

Ruas no entorno do histórico Porto de Key West.
Ruas no entorno do histórico Porto de Key West.

– Duval Street: Saindo da região do Porto e da Mallory Square , você pode caminhar pela Duval Street, principal rua da cidade com lojas de souvenir, galerias de arte, restaurantes, bares, lojas de Key Lime Pie, sorveterias e hotéis (dicas de restaurantes abaixo). Ela vai até a outra ponta de ilha onde fica o Southernmost Point (marco de Key West). A Duval é mais legal à noite do que de dia. O ponto negativo é o cheiro das lojas de charuto cubano em alguns trechos.

dicas de Key West
Anoitecer na Duval Street. Foto: Enjoy Miami
Pontos turísticos na rua Whitehead Street

– Southernmost Point: Tirar uma foto no monumento que marca o ponto mais extremo ao sul dos Estados Unidos requer paciência porque quase sempre tem fila, mas a lembrança é para guardar pra sempre. Vale a pena esperar! Fica na esquina das ruas Whitehead St & South St.

Southermost Point
Southermost Point.

– Marco 0 da US 1:  Duas placas marcam o início e o fim da rodovia US 1, que serve a Costa Leste inteira dos Estados Unidos, desde Fort Kent, no Maine, até Key West. As placas estão localizadas em duas esquinas do endereço: 490 Whitehead St. Você pode ver também que a rodovia é chamada de Overseas Highway, mas esse nome é dado apenas ao trecho da US1 que liga o sul da Flórida a Flórida Keys.

Marco 0 da rodovia US 1.
Marco 0 da rodovia US 1.

– The Hemingway Home and Museum: O legendário escritor norte-americano Ernest Hemingway (1899 — 1961) chegou a Key West, em 1928, onde morou por alguns anos em uma icônica casa que até hoje é preservada com pertences do autor. É um programa recomendado para quem ama história e curiosidades. Fica na mesma rua do marco 0, próxima ao Southernmost Point. Endereço: 907 Whitehead St. Mais informações aqui.

Hemingway House.
The Hemingway House.
Praias

Não há muitas faixas de areia em praias bonitas abertas ao público em Key West. Há, porém, o parque estadual Fort Zachary Taylor State Park. Você paga uma taxa para entrar por veículo e pelo número de pessoas nele (nós pagamos $8) e tem acesso a praia, estacionamento e áreas de lazer do parque. Mesmo que você não queira curtir um dia de sol e mar, vale a pena conhecer!!!

Praia do Fort Zachary Taylor State Park.
Área de descanso do Fort Zachary Taylor State Park.

Outra praia conhecida em Key West é a Smathers Beach, onde fica grande parte dos hotéis beira-mar, mas é uma praia mais comum, a água não é tão clara. Foto abaixo!

Smathers Beach. Praia onde fica parte dos hotéis beira-mar de Key West.
Smathers Beach. Praia onde fica parte dos hotéis beira-mar de Key West.
Passeios de aventura

Um dos destaques em Key West são os passeios em alto-mar. A empresa Fury é a mais conhecida. Ela oferece passeios de barco à áreas mais remotas para fazer snorkel, kayak parasailing e jet ski. Os quiosques da Fury estão espalhados por toda a cidade, incluindo a Duval Street e a área do Porto. Há outras empresas também, como a Sunset Watersports, que tem passeios durante o pôr do sol.

Empresa de passeios aquáticos Fury. Foto: Enjoy Miami
Empresa de passeios aquáticos Fury. Foto: Enjoy Miami
Dry Tortugas National Park

O bate-volta para o Dry Tortugas é um dos melhores programas para você fazer quando for para Key West. O lugar é surreal, mas requer planejamento porque fica muito distante, a duas horas de barco da cidade. Veja aqui o post especial com todas as informações sobre o Dry Tortugas!

Dry Tortugas National Park. Foto: Enjoy Miami
Restaurantes em Key West

Por ser turística, Key West conta com uma variada estrutura de restaurantes na região central. Em alta temporada, alguns ficam cheios. Por outro lado, na baixa temporada (setembro e outubro), parte dos estabelecimentos pode fechar por falta de movimento. Confira minhas sugestões!

Casuais

Blue Haven ($$$) Um dos meus favoritos! A cozinha é uma fusão de comida americana e caribenha. Ele é super casual. Dá pra ir de chinelo. E tem a melhor Key Lime Pie, torta de limão típica das Keys, que já comi! (1 pedaço serve duas pessoas). A área externa é mais ampla e legal, mas no verão fica muito quente. Endereço: 729 Thomas St.

Key Lime Pie do Restaurante Blue Heaven!

Santiago’s Bodega ($$) – Não conhecemos, mas é conhecido como um dos melhores restaurantes de Key West. É inspirado na cozinha espanhola. Endereço: 207 Petronia St #101.

El Siboney ($$) – Se você quer experimentar o clássico sanduíche cubano, o El Siboney é o lugar ideal. É um restaurante simples e um dos mais tradicionais da cidade. Funciona desde 1984. Endereço: 900 Catherine St.

Conch Republic Seafood ($$) – Se você estiver caminhando pela região do porto e não sabe onde parar para comer, uma das opções é esse restaurante de frutos do mar. É turístico, mas gostoso! Endereço: 631 Greene St.

Onlywood ($$) – É um restaurante bem pequeno de pizzas e massas deliciosas escondido numa vilinha na Duval Street. Endereço: 613-1/2 Duval St.


Com vista para o mar 

Latitudes ($$$$) – Este restaurante é ideal para quem quer celebrar uma data especial! Ele fica em Sunset Key, uma pequena ilha ao lado de Key West.  Você chega até lá em um barco que deve ser reservado junto com o jantar (opte por um horário perto do pôr do sol). Antes de embarcar, o check-in é feito na Mallory Square. A dica é dos seguidores do Enjoy Miami criadores do perfil Passeio Diferente. “São poucos minutos até o restaurante mas não deixa de ser um passeio. As mesas na área externa ficam na areia com tochas. O restaurante é incrível, impecável!”.

Louie’s Backyard ($$$$) – Na nossa última viagem, encontramos uma brasileira que mora em Key West e, para ela, este é o melhor restaurante de Key West, longe do agito do Centro com vista para o mar. Queremos voltar para conhecê-lo! Endereço: 700 Waddell Ave.

Hot Tin Roof ($$$$) – Fica ao lado da Mallory Square dentro do hotel Ocean Key. Jantamos no Thanksgiving aqui! A comida estava excelente, mas ele é um pouco mais caro. Vale reservar uma mesa na varanda! Endereço: 0 Duval St.

Lagerheads Beach Bar ($) – É praticamente uma barraca de praia num cantinho relaxante de Key West aberta durante o dia. A comida é gostosa (experimente o crab cake) e a cerveja gelada. Fica no final da rua Simont. Tem um estacionamento pequeno no local. Vale a pena passar uma horinha lá! Endereço: 0 Simonton St.

Lagerheads Beach Bar, Key West.
Bares

Slooppy Joe’s ($$) – É um dos bares mais famosos de Key West por ter sido frequentado pelo escritor Hemingway. Em alguns dias de semana tem música ao vivo. Tem petiscos e sanduíches além de bebidas. Vale passar por ele, mesmo que você não vá sentar!

Sloppy Joe’s, um dos bares mais tradicionais de Key West.

Green Parrot ($$): Aberto em 1890, o bar é frequentado por locais e visitantes curiosos. Bom para tomar uma cerveja e curtir um som ao vivo. Não vende comida.

Dantes Restaurant Pool Bar ($$): Este é uma mistura de bar com pool party. Não conheço, mas é uma opção que me pareceu interessante pra quem quer mais agito.

+ 10 dicas para economizar em restaurantes nos EUA
Dantes, opção mais agitada.

Pontos de Atenção

Se tem um ponto negativo que eu levantaria em Key West é o cheiro de charuto cubano (tem muitas lojinhas) em alguns trechos na Duval Street. Faço esse alerta, principalmente, para quem ter alergia ou vai passear pela rua com crianças pequenas.

Outro ponto a se considerar é o clima. Se estiver chovendo forte e de modo intermitente, não vale a pena ir porque não há muito o que fazer na ilha em ambientes fechados.


Curiosidades de Key West

Era a cidade mais rica da Flórida

Colonizada no início do século 19, Key West já foi a cidade mais rica da Flórida. Mas sofreu uma forte crise, na déc. de 40, quando um furacão destruiu a ponte que ligava a ilha ao continente e prejudicou suas atividades econômicas, entre elas a produção de charuto.

Foi necessário tempo para se reerguer, mas ela conseguiu através do turismo. Os moradores tentam, porém, evitar que características originais da cidade sejam eliminadas pelo turismo de massa. (Fonte: Time Out Miami & Florida Keys)

Era a cidade mais rica da Flórida antes do furacão de 35!
Instituiu a República da Concha

Você vai ver diversas placas e bandeiras da Conch Republic (República da Concha) espalhadas por Key West. Isso é porque, de fato, os moradores tentaram no passado separar a Flórida Keys dos Estados Unidos. Na época, a federação decidiu tratar os moradores das Keys como estrangeiros ao entrarem na Flórida.

Bloqueios policiais paravam os carros para revistar documentos. O trânsito se tornou caótico e os turistas sumiram. Foi aí a ideia de emancipação. Mas, logo depois, o governo norte-americano interrompeu a represália. A ideia de independência da Conch Republic, porém, persiste até hoje, simbolicamente. Em abril, é celebrada a independência com eventos especiais. (Fonte: conchrepublic.com)

Bandeiras da Conch Republic estão por toda a cidade!
Tem moradores ilustres

O povo da região é um capítulo a parte. Uma mistura de artistas, escritores, chefes, músicos, hippies, intelectuais e apaixonados pelo universo marítimo torna o local mais pitoresco.

O premiado escritor Ernest Hemingway, citado acima, foi uma dos moradores mais ilustres de Key West.

O presidente dos EUA Harry S. Truman (governo 1945-1953) também passava as férias na sua casa de verão em Key West preservada até hoje como The Little White House na 111 Front St.

Artista de rua de Key West
Artista de rua de Key West. Foto: Enjoy Miami
Tem galos como símbolo

Uma das cenas mais inusitadas da ilha é a presença de galos e galinhas nas ruas. Segundo moradores, os animais foram levados para lá pelos milhares de refugiados cubanos que chegaram à ilha após a revolução cubana nos anos 60. Lá ficaram e se reproduziram.

Dizem também que antigamente era comum a atividade clandestina de ringues de briga de galo. Hoje, a mensagem é de preservação das aves que se tornaram símbolo da cidade.

Árvore de galos, símbolo de Key West.

 

Inventou a própria torta de limão

A Key Lime Pie, uma espécie de torta de limão coberta de espuma de clara, é a sobremesa oficial da Flórida Keys. Você encontra em quase todos os restaurantes. Um das mais populares é a Kermit’s Key West Key Lime Shoppe. Também adoro a Key Lime Pie do restaurante Blue Haven.

A versão mais provável para o surgimento da torta é que a cozinheira do primeiro milionário da Flórida William Curry, conhecida como Aunt Sally, criou a receita para a família perto dos anos 1800, em Key West. Mais tarde, a receita foi documentada e se espalhou pela cidade. (Fonte: whatscookingAmerica.net). 

Loja de Key Lime Kermit’s. Foto: Enjoy Miami
É querida pelo público GLSBT 

Key West é conhecida também por atrair o público GLSBT. Há bares e boates com shows de drags, música e bandeiras com as cores da comunidade. Entre elas, está a 801 Bourbon Bar (foto).

guia de Key West
Fachada do 801 Bourbon Bar.
Gostou do post?

Não se esqueça também de comprar um souvenir da cidade, são lindos!

Souvenirs de sereias
Souvenirs de sereias na Duval Street.
+ 12 pousadas e hotéis para ficar em Key West
+ Key West: Perguntas e repostas

Comentários

Comentários

5 comentários em “Key West – Guia completo para conhecer a ilha!

  • 03/12/2017 em 4:31 pm
    Permalink

    Pelas fotos , acredito que deve ser muito gostoso, e lindo de mais, a matéria está bem esclarecedora, ajuda muito ,com essas informações, dá para se programar ,com tempo e dinheiro, fiquei com vontade de conhecer, tenho certeza que não vou gostar.

    Resposta
  • 02/12/2017 em 1:56 pm
    Permalink

    E sobre réveillon em kywest? O q fazer?

    Resposta
  • 20/10/2017 em 2:01 pm
    Permalink

    Olá
    Boa tarde
    Vcs sabem me dizer como está a situação em Key West?
    Vou em dezembro para Miami e gostaria de passar dois dias lá
    Obrigada

    Resposta
  • 24/09/2016 em 3:54 pm
    Permalink

    A materia esta muito boa. Desperta o interesse. Particularmente, quando estive la, nao gostei. Muito longe, e o que tem la tem mais bonito pela Florida toda. Mas nada melhor que ir e formar sua propria opiniao!

    Resposta
    • 25/09/2016 em 11:12 am
      Permalink

      Muito obrigada por seu comentário Roberto. É ótimo ter opiniões diversas para ajudar os leitores. Muitas pessoas também já relataram que Key West não atendeu suas expectativas, por isso fiz a matéria pensando em esclarecer e ajudar com o máximo de informações sobre a cidade. Eu, particularmente, amo! Mas vai muito de gosto e da experiência que se tem lá!

      Resposta

Deixe um comentário! Não precisa inserir site.