10 dicas para economizar muito em Miami

O assunto economizar é comigo mesma! 🙂 E, em Miami, então, qualquer dólar poupado faz diferença na soma dos seus gastos, já que a cidade é considerada um destino turístico caro. Por isso, para te ajudar a evitar desperdício do seu suado dinheiro, preparei este post com 10 dicas para economizar muito em Miami!!!

1 – Fique atento com a escolha da hospedagem

Hospedagem é um ponto que merece consideração extra em Miami. Se hospedar aqui, infelizmente, sai caro. Por isso, todo cuidado é pouco na hora de economizar com o hotel.

O primeiro passo é definir o seu propósito de viagem. Se o seu objetivo é apenas conhecer a praia em um dia e aproveitar os outros para explorar outras regiões e fazer compras, escolher um hotel em uma região com melhor custo benefício como na área do aeroporto ajuda a economizar bastante.

Hotéis na região de Doral e do Aeroporto!
Hotéis na região de Doral e do Aeroporto!
+5 dicas para escolher o melhor hotel

Outro ponto importante é verificar todas as comodidades oferecidas antes de fazer a reserva, como café da manhã e estacionamento gratuitos. Aqui, nos Estados Unidos, nem sempre estes benefícios estão inclusos no valor da acomodação. Já ouvi relatos de pessoas que chegaram a pagar $40 por dia para estacionar o carro na vaga do hotel. Se você reservar pelo Booking.com, por exemplo, você pode checar estas informações e também ler avaliações dos hóspedes que já experimentaram o hotel.

exemplo-booking
Como aparecem as comodidades gratuitas no Booking.

*Lembre-se também que os hotéis considerados Resorts, tanto em Miami como em Orlando, cobram uma taxa extra por dia, além da diária.

2 – Evite gastos desnecessários em restaurantes

Miami oferece todos os tipos de cozinha para todos os bolsos. Por isso, a tarefa é definir antes qual o seu orçamento para gastos com restaurantes e pesquisar alguns preços para ter uma ideia. Isso é possível porque a maioria dos restaurantes disponibiliza os preços de cada prato do cardápio online. É só acessar o site do restaurante e clicar em Menu.

Dica ao olhar o cardápio: Não confunda “Entrées” com nossas “entradas”. As entradas aqui estarão como “Appetizers”, “starters” ou “small plates” e se no menu você ver sugestões de “Entrées”, elas são como nosso “prato principal”, por tanto, são pratos maiores, que podem ser até compartilhados.

Exemplo de cardápio em parte dos restaurantes americanos.
Exemplo de cardápio em parte dos restaurantes americanos.

Outra dica que parece bobagem, ajudar a economizar um pouco mais é pedir á água da casa que é cortesia de qualquer restaurante nos Estados Unidos. Alguns garçons trazem automaticamente, mas em outros eles perguntam e aí é só você pedir “house water” ou “tap water”. Bebida alcoólica, por outro lado, é o que mais encarece a conta. Por isso fique de olho nos preços dos drinques.

Se você escolher um restaurante tipicamente americano, os pratos, geralmente, são exagerados com muita comida. Por isso, pense bem antes de fazer o pedido para evitar gastos desnecessários e desperdício. Confira se é possível compartilhar os pratos!

Prato imenso para uma pessoa do Cheesecake Factory!
Prato imenso para uma pessoa do Cheesecake Factory!
Atenção com as gorjetas

Outro ponto que merece total atenção é com as gorjetas. Dar as famosas “tips” aqui significa gastar bastante só com as gorjetas dos garçons. Além disso, na Flórida os valores sugeridos são acima de 15% do valor da conta. Ou seja, se você gastou $60, se prepare para a adição de taxas somadas à gorjeta que será pelo menos $9 (40 reais). Não dar o tip se você for bem atendido pega mal, mas se você precisa economizar dê o valor mínimo sugerido na conta. E preste atenção porque em alguns restaurantes, o tip já vem incluso na conta como “Service Included” ou “Auto Srvs Charge”. Se isto acontecer, não é necessário dar mais gorjeta!

+ 10 restaurantes bons e baratos em Miami
img_1517
Exemplo de conta com gorjeta já inclusa no total!

3 – Defina bem o seu meio de transporte   

O transporte público em Miami não é considerado dos melhores. Os trens e metrôs ainda estão em uma fase de reestruturação, mas é possível sim andar de ônibus e outros meios coletivos. O ideal é você não depender só deles, mas ir de Downtown à Miami Beach de ônibus ou troller ou utilizar o Metromover (trem de superfície gratuito) para se locomover entre Downtown e Brickell, por exemplo, é tranquilo.

unnamed
Metromover, trem gratuito que liga Brickell a Downtown!

Uma alternativa para economizar sem depender apenas de transporte público é andar de Uber, se você tiver acesso à internet. Aqui em Miami o Uber funciona da mesma maneira que no Brasil, inclusive é possível usar a mesma conta e o mesmo cartão. Se você nunca usou o Uber, é só baixar o aplicativo no celular, inserir os dados e começar. Agora, também está na moda e dizem que é mais barato (ainda não testei) o concorrente do Uber, o aplicativo Lift.

Se você optou pela comodidade do aluguel de carro, o alerta vai para o momento da contratação. Veja neste post todas as dicas para não cair no papo dos vendedores de balcão na hora de pegar o veículo. Outro alerta é com relação ao estacionamento e às multas de estacionamento. Explico tudo aqui neste outro post!

Dirigindo pelas ruas de Miami Beach!
Dirigindo pelas ruas de Miami Beach!
4 –  Pondere o que vale mais a pena: GPS ou Waze

Se você optou pelo aluguel de carro, é fundamental ter acesso a um aparelho de GPS ou conexão à internet para usar o aplicativo Waze para não se perder. O GPS pode ser incluso na locação mediante pagamento de uma taxa extra. Mas, se o valor do aluguel do GPS for alto, você pode optar por adquirir um chip de internet para o seu celular e usar o aplicativo Waze que indicar os caminhos sem trânsito. Assim, não será necessário o gasto com aluguel de um aparelho GPS.

É importante contar com ajuda de GPS ou Waze para se locomover por Miami sem se perder!
É importante contar com ajuda de GPS ou Waze para se locomover por Miami sem se perder!
5 – Seja o seu próprio guia turístico

Miami é linda! E o melhor, ela não é uma cidade difícil de entender, nem de dirigir. Se você quer conhecer um pouco de cada canto, faça um roteiro e leia sobre o destino antes de mesmo de chegar aqui. Se você quer um roteiro digital pronto e perfeito para explorar o melhor da cidade, clique aqui!

+ Conheça o roteiro Miami em 3 dias

img_5444

Uma outra alternativa para conhecer os principais pontos turísticos é o usar o Big Bus, ônibus turístico presente nos principais destinos turísticos do mundo. Veja o meu post explicando como funciona o Big Bus Miami. Recomendo o passeio entre os meses de outubro e abril porque o tempo ainda está fresco, já que a parte superior do veículo, onde se tem a melhor visão da cidade, é aberta.

Vista do Big Bus Miami!
Vista do Big Bus Miami!
6 –Tome sol sem mexer no bolso

Muitos turistas apenas passam para conhecer Miami Beach, mas outros preferem perder algumas horas tomando um sol e aproveitando a água clarinha, em algumas épocas do ano. Se você também quer pegar um dia de praia, recomendo que leve a própria estrutura como cangas, aperitivos para beliscar, água e se necessário cadeiras e guarda-sol.

Para se ter uma ideia, comprar uma cadeira de praia em um supermercado, por exemplo, pode sair mais barato do que alugar na própria praia. Os valores de aluguel saem por volta de $10, para alugar cadeira, e de $20 a $30, guarda-sol.

Visitantes aproveitam dia de outono em Miami Beach!
Visitantes aproveitam dia de outono em Miami Beach!

É possível economizar também com estacionamento. Se você quer conhecer Miami Beach, estacione o carro em um Public Parking em vez de parar na rua que custa, geralmente, o dobro do valor.

Uma dica para quem quer conhecer South Beach, é parar no Píer Park, que fica no endereço: Ocean Drive 1. Lá, o estacionento é $2/hora. Já próximo à Lincoln Road, é possível parar na Miami Beach Garage, que fica entre a 17th Street and Pennsylvania Street. Lá, o estacionamento apesar de ficar em uma região mais movimentada e mais distante da praia (4 quarteirões), custa $1/hora.

img_1730
Estacionamento Píer Park, próximo ao South Pointe Park.
 7 – Previna para não ter que remediar

Não canso de repetir a importância de fazer um seguro viagem antes de vir para os Estados Unidos. Muitas pessoas deixam de contratar o seguro justamente para economizar, mas é aí que mora o perigo e o barato pode sair caro, já que qualquer atendimento médico, seja simples ou de alta complexidade, custa uma fortuna aqui.

+ 7 dicas para escolher o Seguro Viagem
img_0945
Vista aérea de Miami Beach!
8 – Pesquise promoções de passagens aéreas

As passagens também encarecem em determinadas épocas do ano. Geralmente, entre os meses de março a maio e de setembro a novembro, encontram-se as melhores promoções. Fique de olho nos alertas de passagem em sites de busca na internet. Entre as companhia que fazem voos direto para Miami, estão a LATAM e a Avianca. Você também pode comprar através da Decolar.com, que rastreia as melhores ofertas do dia.

+ Ofertas de passagem da Decolar
9 – Compre com os melhores descontos 

Há muitas maneiras de economizar nas lojas e shoppings de Miami. Uma delas é com os famosos cupons de descontos. Você pode conseguir os cupons nos sites dos próprios shoppings e lojas. Em muitas delas, se você se inscrever para receber e-mails, recebe automaticamente um cupom de desconto. Alguns exemplos são a Bath Bad and Beyond e a Carter’s.

Outra maneira prática de usar cupons, é baixar aplicativos de cupons de descontos que reúnem ofertas de diversas lojas. Coloquei aqui 3 aplicativos que eu já testei e indico! Para ter uma ideia, comprei uma calça na Macy’s na Black Friday que já estava com desconto e consegui mais 15% em cima do valor com o aplicativo da Shop USA.

gap-ok
Na GAP, é possível aproveitar os cupons dos aplicativos de desconto!
+8 lojas para economizar nos Estados Unidos

Uma das maneiras mais econômicas de comprar é pela internet. Basta escolher o seu produto, pagar com cartão de crédito e colocar o endereço do seu hotel ou hospedagem para a entrega. Está é uma prática comum em Miami. A maioria dos hotéis está acostumada a receber pacotes dos hóspedes. Mas para não ter erro, cheque esta informação com antecedência.

Um dos melhores sites para comprar online é a Amazon (banner abaixo). Na Amazon, tem um pouco de tudo e ofertas imbatíveis. Além disso, o  portal tem um sistema eficiente de devolução de produtos. Caso você queira devolver algo, basta imprimir o código de barras na sua conta e levar o produto a uma loja UPS. O dinheiro é estornado no seu cartão.

E uma última dica para quem exagerar nas compras! Caso você se arrependa de ter comprado algo desnecessário ou encontrou mais barato em outra loja, pode devolver o produto e ter o seu dinheiro de volta. Aqui nos Estados Unidos, os estabelecimentos são obrigados a retornar o dinheiro. Você não precisa dar nenhuma desculpa. É lei. Basta chegar no balcão e dizer “I want to return it”. Eles perguntam se você quer reembolso no cartão (refund) ou em dinheiro (cash). Pronto, você devolve e tem o seu dinheiro de volta!

10 – Opte pelos passeios gratuitos

Para mim, a maioria dos passeios imperdíveis em Miami pode ser feita de maneira gratuita, como a visita ao Wynwood Walls, uma caminhada no South Pointe Park e no Bayfront Park.

Também é possível aproveitar alguns museus de forma gratuita, como o Pérez Museum. Todas as primeiras quintas e segundo sábados do mês, o Pérez tem entrada gratuita.

+ 5 lugares incríveis e gratuitos em Miami 
South Pointe Park
South Pointe Park

Outro programa que merece ser feito em Miami é assistir a um jogo do Miami Heat na American Airlines Arena na temporada da NBA, de outubro a maio. Ingressos com descontos podem ser comprados aqui!

 10 dicas para economizar muito em Miami
Jogo do Miami Heat na American Airlines Arena!

Ufaaa! Acabei. Espero ter ajudado com minhas dicas para economizar em Miami!

Se tiver dúvidas, deixe um comentário abaixo 🙂

E se você já esteve na cidade e tem dicas para economizar, escreva um comentário abaixo para ajudar outros leitores 😉

+ 7 dicas para não cair numa furada em Miami 

Comentários

Comentários

Deixe um comentário